Folia de Reis


Estava ontem assistindo ao Jornal Nacional quando me deparei com uma notícia deveras singular: a folia de reis em uma pequena e pacata cidade qualquer neste vasto Brasil de meu Deus. Nada fora do normal se não fosse um detalhe: a reportagem mostrava uma senhora, já no alto de sua senilidade, feliz da vida por receber em sua casa as pessoas fantasiadas de reis magos, tocando seus instrumentos (no bom sentido) e fazendo o ritual milenar que sinceramente não sei explicar. Mas o mais curioso e a razão desta crônica é que o repórter disse que a senhora esperava o ano inteiro por este acontecimento. Daí fiquei pensando….esperar o ano inteiro por isso? Coitada, que vida monótona deve levar a simpática idosa. Se isso é o mais emocionante que acontece em seu ano, Entre o Bem e o Mauro tem a obrigação moral e cívica de colocar mais adrenalina no dia a dia da vovó. E é pra já!

Folia de Reis - Missão Ipaussurama

General Brixtol - Agente Jeff, soldados infiltrados em Ipaussurama do Bom Jesus detectou movimentação suspeita. A Sra Catifunda Silva mostrou-se bastante excitada para receber a visita de 3 reis magos em sua casa. A atitude é muito atípica e nossos correspondentes descobriram que ela aguarda este acontecimento o ano inteiro. Sua missão é ficar de olho nela e nos passar relatórios frequentes de tudo que julgar suspeito. A última vez que estes meliantes estiveram lá foi justamente ontem. Aqui está sua passagem. Vamos instalar microfones e câmeras em seu uniforme. A CIA estará te acompanhando via GPS ligado aos nossos satélites-espiões. Caso necessite, drones serão enviados com armas e mantimentos. Boa sorte e tome cuidado.
Agente Jeff - Obrigado, General

No dia seguinte…

Agente Jeff - General Brixtol na escuta, QCS, Fox 2, Obladi-obladá.
General Brixtol - Na escuta, Jeff, câmbio, YYZ, Thunderbird
Agente Jeff - Agente Jeff posicionado a 25 graus noroeste da casa da Sra Catifunda. São 5 horas da manhã e a luz de seu quarto acaba de ser acionada.
General Brixtol - Ótimo, Agente Jeff. Na espreita, instale as microcâmeras 360 graus com visor infravermelho e geolocalizador de movimentação para vermos o que ela está fazendo.
Agente Jeff - Sim, senhor, senhor.
General Brixtol - Pode me dizer o que vê agora?
Agente Jeff - Ela está saindo com uma vassoura. Espere…Ela está varrendo a sujeira que possivelmente foi resultado do dia da visita. É uma clara limpeza do local do crime. Mas essa Sra é astuta, estamos lidando com uma profissional.
General Brixtol - Sim, agente Jeff. Todo cuidado é pouco.
Agente Jeff - Ela agora voltou pra casa, vou acionar a câmera. Oh, god, por mil granadas ninjas. Ela está executando um ritual com agulhas e tecidos. Seria um vodu?
General Brixtol - Não, agente, ela está fazendo um ponto cruz. Já pesquisamos isso anteriormente. Ela faz isso para vender na reunião semanal da Associação das Viúvas Aposentadas de Ipaussurama. Talvez lá você obtenha informações relevantes sobre a razão de tamanha excitação pela Folia de Reis.

Dias depois

Agente Jeff - General Brixtol, estou aqui há dias e toda vez é o mesmo ritual. Varre a casa, ponto cruz, almoço, ponto cruz, palavras cruzadas, jantar, palavras cruzadas e vai dormir. Eu preciso entender este código, mas ela faz isso com perfeição, sem deixar rastros ou pistas contundentes. Maldita, mal posso ver seus movimentos.
General Brixtol - Calma, agente. Ela é uma velha raposa, deve estar desconfiada que alguém está de olho em seus passos. Mas uma hora ela vai bobear e você fará seu trabalho brilhantemente.
Agente Jeff - Está quase na hora do almoço, ele deve ir pra cozinha. Oh, wait. Ela está saindo.
General Brixtol - Agora é a hora, agente. Siga-a com destreza.
Agente Jeff - Ela está a caminho do banco. E justo no almoço que é hora que os caixas estão em número reduzido e os trabalhadores usam para resolver suas coisas.
General Brixtol - Não estamos lidando com qualquer uma, por isso te indiquei para a missão. E ela ainda usa de estratégias que afetam o emocional das pessoas nos bancos, como chegar com pilhas de contas, esquecer senhas e, pasmém, virem em bando para atrapalhar a vida de todos. Há indícios que elas fazem isso para prender todos no banco enquanto outras agem livremente em bingos, padarias e praças.

Meses depois

Agente Jeff - General Brixtol, será mesmo que a Sra Catifunda é tão perigosa assim? Vi ela alimentando pássaros, conversando com plantas e até fazendo bolo de fubá para as crianças da rua.
General Brixtol - Agente Jeff, muito me espanta sua inocência, principalmente por ser formado em Harvard e treinado pela SWAT. Esperava mais de você. Ela não está alimentando pássaros e, sim, colocando mensagens confidenciais em seus bicos para serem levados provavelmente ao grupo de Reis Magos quando se aproxima a data. Sobre conversar com as plantas, provavelmente é um disfarce. Algum microfone deve estar embutido nos vasos para contato direto com o grupo. E o bolo de fubá…pega um pedaço pra mim, adoro bolo de fubá. Mas continue de olho, a fatídica data está se aproximando.

06/01 - Dia de Folia de Reis

Agente Jeff - Enfim, chegou o grande dia.
General Brixtol - Agente Jeff, então está tudo certo conforme combinamos?
Agente Jeff - Sim, General Brixtol. Vou me disfarçar de ajudante de Rei Mago e me infiltrar no furdúncio.
General Brixtol - Boa sorte e vai me informando. A América está com você.
Agente Jeff - Os reis estão chegando, é a minha hora.
General Brixtol - Força, agente.
Agente Jeff - Estou me aproximando da casa. Entrei. Meu Deus, essa música é terrível, é muita gente, todos batendo palmas, não estou conseguindo visualizar a Sra Catifunda. Está acontecendo agora uma chuva de papeis picados. É a Sra Catifunda jogando. E não para de entrar gente, socorro, esse som de flauta é desconcertante. E esse batuque Carlinhos Browniano? É muito pra mim, abandono de missão, General…..General, você aqui? Você é o Rei Mago?
General Brixtol - Isso mesmo, Agente Jeff, seu irmão nos escreveu e você está na pegadinha do Brixtão, olha a câmera lá.
Agente Jeff - Desgraçado, não suspeitei de nada.
General Brixtol - E olha quem está aqui
Agente Jeff - Sra Catifunda?
Sra Catifunda - Não, sou eu, seu irmão
Agente Jeff - FDP, hahahaha.
General Brixtol - hahahahaha
Sra Catifunda - hahahahahaha
Mauro (eu mesmo) - Que história ridícula, preparem-se para morrer. Catablumfapt (barulho de múltiplas granadas jogadas dentro da casa)!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Vaguinha difícil