Mix de novelas (crônica retrô)


Maledeto Berdinazzi e Farabuto Bertolotto eram rivais históricos. Eram patriarcas de famílias no interior de São Paulo, na época da imigração italiana. O ódio entre os dois era tão grande que se algum membro da família citasse o sobrenome em algum lampejo, sofreria um castigo cruel: A língua seria decepada por uma faca Ginsu 2000. Por ironia do destino, Francisco Maledetinho e Joana Farabutona se apaixonaram e viveram um amor improvável e arriscado. Com medo da punição, os dois fugiram para Guadalajara, no México, para viver o grande amor.

Chegando ao México, foram abordados pela Polícia Federal que tinha uma notícia bombástica: Na verdade, Joana e Francisco eram irmãos, filhos da mãe de Joana, com o pai de Francisco e uma certa dose de sêmen do mordomo do prefeito da cidade de origem dos dois. Para completar, Joana descobriu que o mordomo, na verdade, era seu verdadeiro pai, já que ele tivera um caso com sua mãe no carnaval de 1889 em Viena. E como tragédia pouca é bobagem, Joana começou a sentir enjôo, foi à farmácia e descobriu que estava grávida de seu próprio pai (o de criação) que a estuprou, junto com 3 escravos, no quilombo de Zumbi dos Palmares.

Aquilo foi a gota d´água para Joana. Ela queria achar um dos escravos para esclarecer essa história. Logo, descobriu que um deles era um importante político de uma cidade baiana. Joana foi até lá para tirar tudo a limpo. Cansada da viagem, Joana sentou-se em uma barraca para tomar uma água de côco. Olhando a linda paisagem, observou um jovem pescador ao fundo. Foi uma paixão instantânea. Mas uma informação mudou tudo. Aquele jovem pescador era nada menos que o filho do escravo que a estuprou. Ou seja, o pescador era, na verdade, irmão bastardo de Joana. Joana chorou copiosamente e se afastou do pescador, por julgar o amor impossível. Tudo ao som de Caetano Veloso.

Informantes de Joana trouxeram o paradeiro do escravo. Ele estava em uma de suas empresas de São Paulo. Joana não teve dúvidas e seguiu para a capital paulista. Joana precisava se infiltrar na empresa. Logo, conseguiu emprego de secretária direta do escravo-empresário. Em conversas nos corredores da corporação, Joana descobriu que o escravo estuprador matou a esposa de seu pai para ficar com o dinheiro que ela herdaria de seus antepassados do império romano. E, para se livrar da culpa, armou uma tocaia para que seu irmão gêmeo fosse condenado, com a cumplicidade de seu pai biológico.

Joana, ainda atordoada, conheceu um policial que seria fundamental na história. Amílcar já estava estudando o caso e disse que um dos escravos era um protótipo de um cyborg de última geração que tinha a missão de destruir a família Farabuto, pois Malevolus X descobrira que Bertolotto, o patriarca, iria destruir a Terra com armas nucleares. Joana pesquisou mais sobre o assunto no Google Search Terrorists e descobriu que seu pai de criação era líder de uma facção mafiosa que traficava sementes de girassol para o Irã construir uma arma química de destruição em massa. Ela seria jogada nas Olimpíadas de Pequim.

Aterrorizada, Joana tirou umas férias no Zimbabwe. No primeiro passeio, ela foi atropelada por uma manada enfurecida de zebras hemafroditas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Vaguinha difícil