As voltas que o mundo dá


"Quando minha esposa morrer eu vou virar marido de aluguel, aquele que cozinha, arruma a casa e come a mulher, porque vou te falar uma coisa, eu tava com uma baita dor no dedo e tava tentando dormir quando a minha esposa faz um barulhão no quarto do lado e eu adoro dormir ouvindo ópera, Vivaldi, as sonatas de Verdi, as entradas de Pavarotti são lindas, aquele dvd ao vivo de Veneza, uma coisa linda. Esse DVD eu comprei uma vez lá na Saraiva. Maurão, achei o DVD ali, meio escondido, só R$ 29,90, não acreditei, perguntei pro vendedor, um moço educado, até tive a impressão que conhecia ele de algum lugar. Eu até acho que ele é filho do tio da Soraia. Você conheceu a Soraia?
A Soraia mora ali perto da sua casa antiga, é ali no Parque Prado, né? Aquele bairro cresceu muito. Passei lá uma vez pra levar minha calça pra costurar que disseram que tem uma costureira muito boa e barateira praqueles lados. Daí passei no shopping de lá e tem tudo, até agência de viagem.
Pensei até montar uma agência de viagem lá, mas muito caro. Não sei se por causa da alta do dólar influenciou este mercado, mas tá complicado, viu, Maurão.
Uma vez fui levantar uma viagem pra Fortaleza e tá mais caro que pra Miami. Hoje a coisa se inverteu por causa do dólar. Aliás preciso lembrar de pegar os dólares que deixei na casa do meu filho, senão ele vai achar que é dele e já viu, vai gastar com comida. Porque aquele gosta de comer, viu? Pimenta então? Nossa senhora, dá até agonia de ver.
Uma vez trouxe pimenta que a Carlota, filha do Geneval lá do bar que eu tomo minha cervejinha. Na verdade faz uns 20 dias que não passo lá, precisava combinar dele separar o salame italiano que encomendei. Maurão, você tem que experimentar o salame daquele bar. Ele traz direto da Itália com a Clotilde Ferraz de Albuquerque.
Maurão, vou te contar, quando fui pra Itália, aquele romantismo a flor da pele. Olha, peguei a esposa de jeito viu. Foram 10 dias de loucura. Ah, porque a Itália é assim, aquele clima quente. Mas nada como o Brasil, deu saudade dessa terra aqui, mesmo com corrupção, violência e o escambau. Dá até raiva das coisas que andam acontecendo aqui. Até tava vendo TV ontem. Aliás, falando na TV, só mudando rapidinho de assunto, comprei uma TV espetacular. Gigante, alta definição. Eu não sei muito mexer nessas coisas modernas. Tanto que meu celular eu uso só pra fazer e receber chamada.
Meu filho me comprou um, última tecnologia, até tira foto. Ele bem que tentou me ensinar, mas não tenho muita paciência pra aprender não. Acabei ficando com o velho. Ele até brincou num jantar que ele preparou pra gente semana passada. Olha, não é porque é meu filho, mas ele cozinha bem, viu? Preparou um risoto de lamber os beiços. Problema é que comi tanto que passei a noite de rei: fiquei no trono. hahahaha. Eu não me dou bem com queijo ralado, mas daí eu ponho minha ópera e durmo que nem um bebezinho. A minha mulher até fala que eu ronco, mas daí ela me dá uns empurrões e eu logo viro de lado e durmo de novo. Sabe como é, depois de velho começam a surgir os problemas e a visita aos médicos se fazem necessárias.
Ah é, lembrei. Daí fui no médico um dia para ver um dedo machucado e ele me disse que quando a esposa dele morresse, ele viraria Marido de Aluguel, aquele que cozinha, arruma a casa e come a mulher. Achei ótima." - Texto, na íntegra, do discurso do tio da minha esposa em um dia qualquer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Vaguinha difícil