Atum (crônica retrô)


Dias atrás tomei conhecimento de uma notícia estarrecedora: O Brasil está a frente da Convenção Internacional para a Conservação do Atum e afins do Atlântico. Sim, meus amados leitores, nosso país comanda a incrível missão de preservar estes animaizinhos que, se não fossem pelas pizzas, ninguém saberia que existem. Diante da relevância mundial deste fato, Entre o Bem e o Mauro foi atrás de um representante desta espécie para saber, entre outras coisas, o que tem sido feito para a defesa destas criaturas marítimas.

Mauro – Olá, Sr. Atum, tudo bem?
Atum – Aaa-tum! Desculpe, estou gripado. São essas correntes frias do Atlântico.
Mauro – Sr. Atum, como recebeu essa notícia de que o Brasil está comandando a preservação de sua espécie?
Atum – Indiferente. Só espero mesmo que alguém acabe com os mal-trATUNS que recebemos.
Mauro – E qual o segredo para um atum ser bem conservado?
Atum – Ah, evitar cigarro, bebida alcoólica, refrigerante e praticar esporte
Mauro – Você se considera conservado?
Atum – Ah sim, sempre cuido da saúde. Senão morro e vou parar em uma Atumba
Mauro – E qual a diferença dos atuns do Atlântico com os do Pacífico?
Atum – Os atuns do Pacífico são mais calmos
Mauro – Estava reparando...muito legal o shorts que está usando
Atum – Gostou? Comprei no Triângulo das Bermudas
Mauro – Voltando...Você já foi convidado para uma reunião da convenção dos atuns?
Atum – Sim, em mATUM Grosso e Atum-cantins
Mauro – E o porque atum e afins?
Atum – É que, como estamos em evidência, na última Parada Gaytum atraímos muitos peixes que apoiavam nossa causa
Mauro – Fiquei sabendo que você é filho de um atum muito famoso, ATUMmy Lee Jones. Pretende ser ator também?
Atum – Sim, filho de peixe, peixinho é.
Mauro – Sabe cantar também?
Atum – Claro, olha só essa da Elbatum Ramalho: Atum, tum, bate coração, atum, coração pode bater iê iê
Mauro – Agora um assunto triste. O que achou do caso Isabela Nardoni?
Atum – Muito triste. E já aconteceu comigo. Estava chegando no meu apê e vi minha filha pendurada na sacada. Corri, mas não deu tempo. Só ouvi ela gritando enquanto caía: AAAAAA TUM!
Mauro – O que você acha dos atuns de outros mares?
Atum – Bom, como eu disse, os do Pacífico são muito calmos. Os atuns do oceano índico só nos convidam para programas de índios, os da Antártica bebem demais e os do Mar Morto nem preciso dizer.
Mauro – Atum gosta de sexo Atrês?
Atum – Essa foi péssima
Mauro – Você assiste aos desenhos do Atum Network?
Atum – Pára, por favor, senão te mATUM!
Mauro – Ok, obrigado pela entrevista
Atum – De nada, Atum mais ver!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Pombinha Manca

Pergunta indiscreta