Guia definitivo de como criar seu filho


Estou prestes a realizar o sonho da paternidade. Em pouco mais de 2 meses minha princesa dará o ar da sua graça e como todo pai, comecei a me interessar e me informar sobre a nova vida que virá. Coisas ligadas à educação, enxoval, parto e cuidados em geral. E não precisei ler muito para perceber que cada  profissional tem sua opinião formada, divergente de alguns e semelhantes a outros. Por isso tentei unir o que se fala sobre a gestação na internet em um fictício artigo do Dr. Confúcio. É o guia definitivo de como criar seu filho.

Bronca

Um dos casos mais polêmicos na criação do pimpolho é a hora de dar bronca. É importantíssimo demonstrar onde ele errou, olhando em seus olhos e mostrando sua autoridade, sempre lembrando que deve ser feito sem o autoritarismo, pois a criança pode sofrer um trauma quando percebe que você está dando ordens. Dar ordens pode formar um filho rebelde. Mas é imprescindível que você o faça sem utilizar técnicas violentas, mas enérgicas. Procure, entretanto, dosar a energia, pois seu filho pode interpretar isso como uma forma de violência. Caso isso ocorra até os 6 meses, tudo bem, ele vai encarar como uma brincadeira, mas a partir dos 6 meses e 3 dias, seu cérebro se desenvolve e ele enxerga a bronca como uma séria ameaça. Essa regra não vale para meninas até 8 meses; com elas é preciso dar uma bronca cantada com a melodia de Let it go. Nem pense em usar Galinha Pintadinha como forma de chantagear a princesa até que ela complete 9 meses e 2 horas de vida.

Amamentação

Uma fase crucial no desenvolvimento do bebê. A mãe deve amamentar a criança até seus 2 anos de idade caso seus seios possuam mamilos levemente arroxeados e apresentando rachaduras no lado esquerdo. No caso de o bebê rejeitar o seio, adicione NAN misturado com papinha diet na primeira mamada. Se a mãe for abençoada com um vasto seio porém tiver histórico de sarampo tipo C na família, ela deve proteger o mamilo com um creme de avelã para ajudar na criação de anticorpos. Caso seu bebê queira ultrapassar os 2 anos com leite materno, não se preocupe: introduza aos poucos uma mistura de colostro em pó e leite semidesnatado em uma mamadeira que logo ela mudará de ideia. Existem casos de bebês que largam o peito com pouco mais de 1 ano. Não se desespere, é normal. Assim como 1 ano e 2 meses, 1 ano e 4 meses e suas variações. Importante é amamentar sempre, exceto quando ele não queira, pois forçar a mamada pode formar um filho traumatizado e alérgico ao leite.

Infantolatria

Só de ler esse nome dá calafrios. Vivemos em uma era onde a criança vem se tornando o núcleo da família. O cotidiano se molda aos interesses do nosso anjinho. Mas isso nem sempre é saudável. Devemos elogiá-lo quando conveniente mas reprimí-lo no momento certo. Mostre a ele que nem sempre sua vontade é a que prevalece. Mas não faça de forma ríspida pois isso pode traumatizar seu nervo central e transformá-lo em um potencial soldado do Estado Islâmico. Mas eles também não podem estar no controle, pois aí o nervo central sofre efeito reverso, podendo estimular um futuro Serial Killer de idosos. O ideal é deixá-lo à vontade, mas não tanto, com um pouco de regra, mas sem exagero, feliz, mas sem ser prepotente, sexy sem ser vulgar.

Choro

Um assunto recheado de polêmicas. Deixar chorar ou não? Aqui entra a intuição. Conseguir identificar o tipo de choro é fundamental. Alguns exemplos: se o choro for soluçado, com intensidade média/moderada, tom agudo em si sustenido acompanhado de tosse, fique esperto: são altas as chances de ser uma cólica suave, logo uma dramatização das mais descaradas da sua lindinha. Não caia nessa. Mas se o choro tiver esse mesmo aspecto mas com uma tosse fina e seca, leve-o urgentemente ao hospital: pode ser algo sério.

Aprendizado

Filhos podem ser estimulados desde o momento do nascimento. Mas até que ponto é estímulo e até que ponto é pressão? Ballet, Futebol, Inglês, Luta, Natação, Mandarim, Krav-Magá. Os pais, no anseio de procurar os talentos escondidos dos queridinhos, ocupam todos os horários dos filhos e esquecem que eles precisam curtir a inocência da infância. Logo, o ideal seria unir os 2: Ballet amarelinha (a menina pula amarelinha com passos de bailarina), futebol com bola de gude, vale-tudo pique-esconde (quando achar a pessoa escondida, desce o cacete nele) e por aí vai. Isso é otimizar tempo.

Sigam essas dicas e sejam felizes com seus filhotes!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Pombinha Manca