Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

Trocadilho em quadrinhos - Trinca

Imagem

8 lugares para conhecer...e morrer

Imagem
Pegando carona na febre dos "lugares/coisas para conhecer/fazer antes de morrer", Entre o Bem e o Mauro, acreditando que dá para unir o útil ao desagradável, lança os 8 lugares para conhecer e morrer:

1 - Cidade-sede do Estado Islâmico

Este lugar está bombando e é uma ótima dica para morrer de forma criativa e marcante. Uma boa pedida para quem curte adrenalina e entrar de cabeça no outro lado da vida é a decapitação. Todas as execuções são realizadas em grupo, garantindo a diversão para todas as idades. E a sua morte será gravada e terá muitos likes no You Tube. Uma cortesia do EI para você. Uma pena que você não vai conseguir ver.

2 - Aldeias africanas

Nada como um lugar rústico e que preserva suas raízes para viver seus últimos momentos. As aldeias africanas preservaram as mais letais doenças para que você faleça da forma mais cruel possível. E se por alguma falta de azar você não contrair os vírus mais sanguinolentos do universo, as guerrilhas irão te mutilar para oferece…

Trocadilho em quadrinhos - Terapia

Imagem

Trocadilho em quadrinhos - Ralando o tchan

Imagem

6 motivos de vergonha alheia nas empresas

Imagem
Só de ler o título da crônica, provavelmente você já saiba do que se trata. Isso mesmo, algumas empresas insistem em adotar certas atitudes para se mostrarem moderninhas ou com ambiente super transado e feliz. Agências de propaganda, área que eu atuo, fazem isso aos montes. E a vergonha alheia se instala. Para piorar, com o fenômeno das redes sociais, as empresas postam e compartilham o resultado da bizarrice para os 4 cantos da internet. E os pobres funcionários são coagidos a participar e expor seus rostos derrotados por um capricho corporativo.
Feito o devido desabafo introdutório, é hora de exemplificar. A seguir, os 7 motivos de vergonha alheia nas empresas.

1 - O famoso vídeo de fim de ano

Toda empresa faz. Agências de propaganda, que tem na criatividade seu core business, não poderiam ser diferentes. Problema é que o roteiro prevê coreografias ridículas, expressões de felicidade intensa e, algumas vezes, fantasias toscas. Você consegue ver no semblante do funcionário que ele es…

O rato roeu a roupa do rei de roma (crônica retrô)

Imagem
Hoje estou aqui para desvendar e desmascarar uma das maiores farsas do mundo dos jograis. Preparem-se pois são fatos muito fortes que podem mudar o destino das brincadeiras infantis. Eu não suporto mentiras históricas e por isso vou acabar com esta lorota textual. Bom, chega de enrolação e vamos lá.
Quem é que nunca ouviu a frase: "O rato roeu a roupa do Rei de Roma"? Sim, meus caros. Essa frase é uma farsa sem tamanho. São 5 mentiras escondidas em uma simples e singela brincadeira. A grande verdade é que distorceram significativamente os fatos para que a sentença ficasse divertida e que pessoas desprovidas de coordenação vocal se enrolassem na pronúncia. Tudo bonitinho, fofinho e cut-cut, mas chega! Vamos dar um basta em meias-verdades. Preparem-se para o que vocês lerão a seguir. São as 5 falsidades linguísticas escondidas nesta pegadinha gramatical brasileira.
1 – O rato – Começa por aí a farsa. A grande verdade é que não tratava-se de um rato e, sim, uma capivara-anã da re…

Ervilha

Imagem
Eu odeio ervilha. Na verdade não é o alimento que eu menos gosto. O que me irrita é seu poder de propagação. Ela tem um gosto sem graça e às vezes até atrapalha o sabor do alimento principal. Pode perceber, se você pede uma pizza meio portuguesa e meio qualquer outra coisa, lá estão as malditas invadindo a outra metade. E se por algum acaso você dividir um recipiente com um pedaço de pizza e qualquer outra coisa, as verdinhas do cão estarão, como parasitas, se apossando da outra coisa.
Você não dá nada pra elas, mas quando nota, elas estão tomando conta do seu prato. Dias desses fiz um experimento: peguei uma pizza portuguesa, coloquei no prato e comecei a separar as ervilhas em um cant. Logo o prato estava tomado. Elas se escondem entre o queijo, debaixo do presunto e onde mais precisar. Desconfio até que elas se reproduzem com o calor. E por mais que você tente caçá-las no meio da refeição, certamente terá ingerido algumas delas. Não tem como fugir.
E para não incitar o ódio e a in…

Curtindo a vida adoidado

Imagem
Ninguém, em toda a face deste planeta de meu Deus, deve ignorar os momentos de liberdade que a vida dá. Esse moment-off deve ser curtido adoidado, sem medo de ser feliz. E foi o que aconteceu semanas atrás, mais precisamente no chá de bebê da minha filha, que está por vir.
Organizamos o evento por meses. Tudo precisava estar perfeito para a festa, a decoração, comes e bebes, lista de convidados, local e tudo mais.
No dia da festa foi aquele mutirão para deixar tudo pronto. Cada membro da família era responsável por um setor. No meio do trabalho, minha sobrinha diz: tio Mauro, você convidou a Mari? Aqui vale um adendo: Mari é a melhor amiga da minha sobrinha. Elas estudam na mesma escola e não desgrudam enquanto estão juntas. E para fortalecer este laço, ela mora no prédio em frente ao da minha sobrinha. Pouquíssimos metros as separam.
Voltando ao questionamento, respondi, com todo carinho do mundo: meu amor, hoje a festa é para os nossos amigos. Espertamente, ela retruca: Então, a Ma…

Vida de inseto (crônica retrô)

Imagem
Casa nova, vida nova. Como recém-casado, estou vivendo uma nova fase em minha vida. Estou morando em um condomínio cheirando a novo e com algumas particularidades que não observei em nenhum outro lugar. O lugar onde moro está situado em um bairro ligeiramente afastado de Campinas, porém muito promissor, já que estão previstos novos empreendimentos neste ano. Por enquanto, tudo são obras e áreas verdes. Com isso, um fenômeno aconteceu: o aparecimento de espécies animais raras e exóticas. Talvez pela localização, percebi que insetos estão aparecendo próximo à minha casa. E não são quaisquer insetos. São baratas mancas, aranhas albinas, grilos esquizofrênicos e bichinhos de grama saltitantes e voadores. Um mais estranho que o outro. Meu bairro praticamente se transformou no reino mutante dos invertebrados.
Daí você já imagina que vou discorrer sobre este assunto. Ledo engano. Apesar de dar um assunto interessante, decidi analisar algo maior que isso: A dessocialização das espécies-celebri…

Pornô no espaço

Imagem
Hoje de manhã fui surpreendido por uma notícia deveras exótica: uma empresa cinematográfica tem o interesse de gravar um filme pornô em pleno espaço. Sim, amigos, um XXX Videos entre astronautas neste universo de meu Deus. E como achei a ideia magnífica, vou fazer um roteiro, sem compromisso.

Ju e Peter, estrelas do erotismo.

Ju - Ai, Peter, prometo a Marte até o fim da vida

Peter - Você é uma pluta. Não vale nada

Ju - Você que é um plutão. Mas eu te amo

Peter - Chega de papo, vamos transar

Ju - Só com camisinha de Vênus

Peter - Precisa de uma mega camisinha pro meu foguete

Ju - Será que esse foguete sobe?

Peter - Sobe. E hoje quero seu buraco negro

Ju - Ah, não, meu urânus não. Só se deixar fazer fio Terra

Peter - Era sol que me faltava, né?

Ju - Nossa, Peter, você está tão forte. Está tomando asteróides?

Peter - Sim, chama Big Bang. Uma explosão de energia.

Ju - Vem, meu pica das galáxias.

Peter - Hoje quero fazer em órbita da Lua

Ju - Não Cometa essa loucura, estamos longe de lá

Peter - Tudo bem, …

Eu, eu mesmo e a ressonância

Imagem
Este fim de semana experimentei a sensação única de realizar uma ressonância da minha coluna. E ao invés de contar isso através de uma crônica tradicional, vou transcrever uma conversa que tive comigo mesmo durante o procedimento. Mais ou menos assim…

Atendente - Bom dia, em que posso ajudar?
Eu - Vim fazer uma ressonância
Eu mesmo - Não, vim me matricular para a aula de dança flamenca
Eu - Cala a boca
Eu mesmo - Não aguento pergunta cretina
Atendente - Como?
Eu - Desculpa, não é com você
Atendente - Ok, pode preencher esse formulário, por favor?
Eu - Vamos lá…doença não tenho nenhuma, alergia, cirurgias…nada
Eu mesmo - Será que seu nariz vai entrar no túnel? hahaha
Eu - Acho mais fácil o meu..ah, deixa pra lá.
Técnico - Ok, pode me acompanhar. Entre nesse vestiário e tire a roupa
Eu mesmo - Opa, essa ressonância não vai ser no meu túnel, não. Que história é essa de tirar a roupa?
Eu - Nossa, você é ridículo.
Eu mesmo - Calma lá, só pra quebrar o gelo. hehe
Técnico - Bom, deita aqui. Não pode mexer …

Decepção de infância (crônica retrô)

Imagem
Hoje vou contar mais uma das inúmeras decepções que tive em minha vida. Mas, nesse caso, vou fazer um pouquinho de mistério antes de revelar o motivo. Bom, como toda criança sadia, eu brincava na rua, comia batata frita, jogava bombinha na casa do vizinho e brigava com meus irmãos. Isso não tem nada a ver com o que vou falar mas tudo bem. Vou tentar de novo. Como toda criança sadia, eu tinha ídolos na TV e programas favoritos. Um deles é o programa comandado pelo palhaço Bozo. Adorava vê-lo suplicando por uma bitoca em seu nariz e se dirigindo às pessoas como amiguinhos.
Mas não é só de um protagonista engraçadinho que vive uma boa atração televisiva. Mas isso não era problema para o Bozo, que estava muito bem acompanhado, obrigado! Papai Papudo, com seu bordão "Que horas são? 5 e 60.", Salci Fufu, do versátil e saudoso Pedro de Lara, Garoto Juca e sua turma faziam a alegria dos pimpolhos na década de 80. Mas uma estrela se destacava dos demais: Vovó Mafalda. Era uma senhora …

7 motivos para pombos serem exterminados da face da Terra

Imagem
Eu odeio pombos. É assim mesmo que vou começar a crônica, com sinceridade suprema. Danem-se as ONGs protetoras dos animais. Dane-se o Greenpeace. Dane-se a Luisa Mell. Eu preciso expressar o que sinto e este vai ser o canal para isso. Os pombos deveriam ser exterminados da face da Terra com requintes de crueldade sobrenatural. Estou falando de extinção mesmo. Os predadores naturais que procurem o que comer. Plantas, insetos, Mc Donald's, sei lá. Não fizeram o trabalho direito, que se virem a partir de então. Eu odeio tanto essa espécime fétida e deplorável que suspeito que já matei um filhote deles só do simples fato de odiá-los. É verdade, uma vez cheguei em casa e logo avistei um bebê de Rosemary com asas escondido entre as plantas. Sua expressão de aflição e pânico eram notórias. Com minha aproximação, provavelmente ele enfartou. Pode ser um importante objeto de estudo na Universidade de Michigan, mas tenho certeza que a minha presença matou o fedelhinho. E eu tive uma sensaçã…

Simplesmente tocha

Imagem
Todo mundo tem um amigo com parafusos soltos na turma, não é mesmo? No meu caso, como provavelmente no seu (afinal, convenhamos, não pode ser normal quem lê este blog, não é mesmo?) são muitos os colegas com este perfil. Mas existe um que provavelmente vai render algumas histórias neste humilde diário de rede, o tocha.
É difícil definir exatamente o que é o tocha, mas o mais próximo é um pot-pourri de insanidade, demência, sobrenaturalidade, exoterismo e doses extras de dorgas pesadas. Toda vez que ele estava com a gente, era certeza de algo imprevisível acontecer. A galera ria só da simples presença dele entre nós.
Nesta época nos divertíamos com pouco dinheiro e nenhuma forma de condução. Isso mesmo, em certas noites caminhávamos até 5 km em busca de bares e locais baratos para bebericar nossa cervejinha. Claro que elegíamos locais de preferência, e um deles era o auto lanche do Xande, um trailer mequetrefe no centro da cidade.
Em certa noite estávamos em umas 10 pessoas sentados à…

Segundos de fama (crônica retrô)

Imagem
Eu sou Robert. Adoro aparecer. Meu grande sonho é ter os lendários 15 minutos de fama e atrair a atenção de pessoas comuns, me olhando com a sensação de já ter me visto em algum lugar. Mas infelizmente isso nunca aconteceu. Se nem papel de figurante em um filme que retrata uma importante batalha no interior de Roraima eu consigo, imagina ser protagonista de um Blockbuster Hollywoodiano. Nem pensar. Mas não perco as esperanças. Se eu vejo uma câmera na mão, lá estou eu com uma idéia na cabeça...para aparecer.
E hoje tive uma destas oportunidades. Estava vindo para o trabalho, quando noto, ao meu lado, a presença de um carro da TV Bandeirantes, uma importante emissora paulista. No veículo, além do motorista, havia um repórter (percebi por ele estar segurando um microfone) e um cinegrafista já preparado para descer com a câmera na mão. Era a chance de me tornar uma celebridade internacional. Precisava pensar em alguma maneira de desfocá-los de seus objetivos. Não sei se eles estavam indo …

Esqueceram de mim

Imagem
1998. Mais uma manhã pós porre homérico. A essa altura você, querido leitor, deve achar que sou um alcoólatra inveterado, mas na verdade as minhas histórias mais engraçadas e insanas, na maioria das vezes, têm a bebida como fator desencadeador. E naquele despertar não foi diferente. Acordei como Galileu Galilei e conclui que o mundo realmente gira. A cabeça pesava toneladas. A saliva estava grudada com uma gosma mais resistente que Durepox ao Molho de Super Bonder. O olho produzia uma ramela dura como pedra. E o esôfago enviava gases tóxicos e fétidos em direção à boca, produzindo um hálito de jaula de hipopótamos albinos hippies da Guiné Bissau. A situação era crítica.
Foram alguns minutos de ritual higiênico (pelo menos o que dava pra aliviar) e pensar no que faria a partir dali. Fui em direção à cozinha e ao abrir a geladeira, um cenário desolador. Nada. Apenas uma jarra d'água com detritos não identificados boiando. Se o Aedes Aegypt não tivesse gosto exclusivo pelo calor, po…