Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Hora de dormir

Imagem
É impressionante a quantidade de histórias que a paternidade está me rendendo. É uma atrás da outra. Daqui a pouco vou ter que mudar o nome do blog para Entre o Bebê e o Mauro. A última aconteceu ainda hoje. Mas antes de contar, vale uma introdução.
Um dos principais problemas nesse começo é a hora de dormir. Confesso que estamos penando para adequar a nossa rotina à rotina dela. O resultado são noites mal dormidas e momentos de impaciência. Entre os motivos estão a fome, dores e, certamente, a manha. E nessa hora acontece um fenômeno que imagino ser muito comum: a chuva de conselhos. São táticas infalíveis para acalmar a criança e deixá-la em um sono tão profundo e relaxante que os anjos celestiais do Reino de Fofolândia descem tocando Dorme Neném no ritmo de Enya misturado com Bob Marley. Quando o desepero bate, qualquer estratégia é bem vinda. E aqui vale comentar 4 delas.

Chupeta - Foi a primeira coisa que pensamos fora dos top 5 (peito, colo, berço, fralda e massagem). Quando nos…

10 verdades definitivas sobre a paternidade

Imagem
A paternidade é uma dádiva divina, algo que muda sua vida de uma vez por todas, uma sensação incrível. Mas ser pai não é para qualquer um e, tomando como base meus 8 dias de progenitor, cheguei às 10 verdades definitivas sobre a paternidade.

1 - Se você quer mesmo, do fundo do seu coração, nas entranhas de sua alma, nas profundezas de sua essência escapar do ritual da troca de fraldas, seja um eficiente assesssor. Acompanhe cada movimento da mãe, deixe os acessórios - algodão, cotonete, fralda, água, etc. - sempre ao seu alcance. E seja rápido, antecipe as ações. Se mostrar eficaz faz com que ela esqueça que você não está colocando a mão na "massa".

2 - Uma simples esticada de corpo no sofá pode ser sua única forma de descanso. Por isso, aproveite cada período livre para dormir, mesmo que seja de pé. Seu bebê vai consumir a mais remota forma de energia viva de seu corpo, deixando-o em um estado pré-zumbi com sintomas como alucinações leves, pocket convulsões e desconexões s…

Unhé

Imagem
Entre o Bem e o Mauro deu uma pequena pausa de uma semana por um motivo justo, nobre, surreal, mágico, transcedental e, quiçá, colossal: o nascimento de minha pequena princesa Lívia. Além de ser o começo de uma mudança radical em minha vida de trocadilhos, textos publicitários, crônicas e derivados do alfabeto, a paternidade certamente vai me render loucas histórias que farei questão de dividir com vocês, amados leitores.
E para começar, um fato relativamente comum: os imprevistos na amamentação. Nos primeiros dias, a minha esposa teve um pequeno problema para amamentar. Horas a bebê não queria pegar o peito e outras o leite não vinha em volume suficiente. Resultado: perda de peso, leve stress, entrada no complemento e adiamento da alta. Não era a situação ideal, mas era o que tínhamos para o momento.
Decidimos, então, na hora que a Pediatra do hospital nos desse alta, recorrer ao serviço profissional. Uma amiga de minha esposa indicou uma Fonoaudióloga, expert em amamentação, para v…

10 verdades indubitáveis sobre as novelas

Imagem
Para escrever essa crônica foi preciso um profundo trabalho de observação durante anos e anos nas telenovelas Globais. E seja nos folhetins televisivos das 18h, 19h, 21h, 23h, seja de época, seja drama, comédia, romance, enfim, algumas tramas são exatamente iguais. E cheguei às 10 verdades indubitáveis sobre as novelas brasileiras:

1 - Pode ser o prédio mais seguro, a casa mais bem vigiada, o recinto mais intransponível, qualquer pessoa vai entrar sem avisar e tocar diretamente a campainha, sob grunhidos enfurecidos do dono da casa "Caceta, mania essa de o porteiro ou o segurança não avisar quem chega.

2 - O casal protagonista vai trocar juras de amor eterno, mas basta um deles pisar minimamente na bola, que o romance acaba ali mesmo. E esse ciclo vai se repetir dezenas de vezes até terminarem, enfim, juntos.

3 - Ainda sobre o casal protagonista, na primeira briga, o homem vai se encontrar com a ex, ter uma relação tórrida de uma só noite e tcharãmmmm: justamente nesse dia ela e…

Trocadilho em quadrinhos - Cigarra e Muro

Imagem

Pregas (crônica retrô)

Imagem
Quero deixar registrado que hoje, dia 25 de Março, Terça-Feira, exatamente às 12 horas e 32 minutos, meu dia foi trucidado, jogado no lixo, posto nos incandescentes mármores demoníacos do inferno. Gostaria de sepultar o ocorrido, mas foi tão significante que não posso guardar comigo, sob o iminente risco de desenvolver uma lesão coronária de 4º grau.
O fato determinante que despertou minha ira durou no máximo 3 segundos, mas foi o suficiente para estragar o resto do dia. Bom, chega de mistérios. Vou revelar o motivo de minha intempestuosidade. Fui experimentar e tirar as medidas definitivas de meu meio-fraque de noivo para o casamento. Cheguei à loja, que por ironia chama-se Only for Men e mais parece uma gaiola das loucas, e fui recebido pelo tailleur (jeito fresco de dizer alfaiate).Imediatamente fomos à cabine privé (eita, tô com o linguajar muito afrescalhado nessa crônica. Foco, Mauro, não perca a compostura, vamos às palavras de intoxicação...Futebol....Cerveja....Pitbull....Porr…

Trocadilho em quadrinhos - Queen e D Pedro II

Imagem

Serviços compartilhados - Rei do Trocadilho

Imagem
Ontem estava assistindo o Jornal Nacional quando começa uma reportagem especial sobre serviços e produtos compartilhados, uma onda nos países de primeiro mundo e que ainda é relativamente novo no Brasil. Exemplificando, é possível, através de um aplicativo, reservar um jantar de alto nível na casa de um desconhecido, com a vantagem de ser bem mais em conta. Para isso, basta entrar no aplicativo, escolher dentre as opções que mais te agrada e logo aparecem as sugestões. Pronto. Simples assim.
Mas não é esse o ponto. Um pouco mais adiante, o repórter citou que diversos jovens estão ficando bilionários com esses aplicativos de serviços compartilhados. O mais famoso por aqui é o Uber, polêmico entre os taxistas e febre entre os caronistas. Outro que foi falado é um que ajuda o usuário a escolher destinos de viagens de maneira mais mochileira, ficando na casa de algum desconhecido, mas com todo conforto, mais barato e seguro. E, pasmém, o aplicativo e a empresa por trás dela chegam a vale…

Conversa hipócrita

Imagem
Essa aconteceu exatamente ontem. Toda segunda-feira ocorre a faxina semanal em casa. E o ritual é sempre o mesmo: ela chega de manhã, eu saio pro trabalho, volto pro almoço para saber se está tudo ok e volto pro trabalho. E ontem aconteceu exatamente sempre tudo igual. Por volta do meio-dia e quinze cheguei para o almoço. Peguei as panelas, as comidas e comecei o preparo da minha refeição. Nessa hora chega a diarista e me pede permissão para sair um pouco mais cedo, pois ela havia marcado consulta com uma médica. E como não existe faxineira, não que eu saiba, que não aprecie a arte de conversar muito, ela começou a discorrer sobre o assunto. "Então, a médica me disse que tem alteração no meu exame de sangue. O colesterol deve estar alto. Vou ter que mudar a alimentação, meus hábitos, blá, blá e milhões de blás."
Foi então que eu entrei na conversa e começou a rolar um diálogo extremamente hipócrita, do tipo faça o que eu falo, mas não o que faço. Mais ou menos assim.

Eu - É,…

Trocadilho em quadrinhos - Umberto e ZZ Top

Imagem

Conversa de hospital (crônica retrô)

Imagem
Dias atrás estava conversando com amigos quando surgiu o assunto hospital. Falávamos sobre cirurgias, recuperação, problemas de saúde entre outros. Nessa hora lembrei-me de uma personagem muito comum nos complexos hospitalares do mundo: a velhota enxerida hipocondríaca resolve tudo. É muito fácil identificar esta "serzinha das trevas malevolentas": é geralmente uma senhora simplória, mal vestida, de óculos, cabelo armado estilo esfinge do faraó Tutankamon Black Power, que senta-se estrategicamente ao seu lado e surge quando você está apreensivo, esperando notícias do parente ou amigo que acabou de passar por uma avaliação médica ou cirurgia.
Todos sabemos que em um momento de tensão queremos somente pessoas do nosso ciclo familiar e de amizade ao lado. Dificilmente abrimos exceção para estranhos, a menos que venham com palavras de apoio e que sejam o mais breve possível. Mas este não é o caso das "matusaléns das catatumbas de Kripton". Até que a intenção das mesmas …

Trocadilho em quadrinhos - Festa Junina e Futebol

Imagem

Pastel da discórdia

Imagem
Sexta-feira é dia de alegria, de momentos com quem se gosta, é o início do fim de semana. Puro relax. Não foi o que aconteceu na sexta passada. Um dia normal de trabalho, correria, prazos curtos, pressão e o desejo para que a semana acabasse.
Mas antes de dar continuidade à crônica, preciso explicar algo que será crucial no entendimento de vocês, amados leitores. A agência onde trabalho tem a seguinte planta: você entra em uma portaria, atravessa o estacionamento, desce um lance de escadas e chega à area de entretenimento, onde encontramos a máquina do café, banheiro, uma bancada (estes lugares serão protagonistas da história) e outras coisas. Atravessando a área de entretenimento, chegamos à agência propriamente dita. Chegamos à recepção, abrimos uma porta, descemos outro lance de escadas e entramos no setor de mídia e atendimento (dominado por mulheres). Continuando a caminhada, descemos outro lance de escadas e, finalmente, encontramos a criação (dominada por homens), onde eu trab…

Trocadilho em quadrinhos - Prisão

Imagem

Trocadilho em quadrinhos - Papa

Imagem

Maionese de alho

Imagem
Foi paixão à primeira derramada. Uma combinação perfeita de ingredientes nobres envolto pelo mais tenro colesterol. Um tapete vermelho à diabetes. Um convite VIP ao enfarto agudo. Estou falando da maionese de alho que experimentei, em meados de 1995, em um auto lanche qualquer na minha cidade natal. Depois daquele dia, tudo era motivo para saborear um sanduíche no Lanchão. Lembro-me até que, em uma ocasião que não vem ao caso, cheguei a comer o guardanapo de seda com a maionese, tamanha era a fome e a vontade de saciar os desejos de minhas papilas gustativas.
Não demorou muito e a maionese caiu no gosto de população. E a concorrência começou a perceber. Até tentaram imitar o gosto, alguns até conseguiram chegar perto, mas a maionese de alho do Lanchão é insuperável. Tem algo em sua fórmula que certamente ativa a sensação de dependência no cérebro. Os ovos que compõem o ingrediente devem ser de gansos nórdicos criados com o som de Vivaldi, camas de plumas de pavão da Tanzânia à temper…

Trocadilho em quadrinhos - Lhama e Bis

Imagem

Cabelos brancos (crônica retrô)

Imagem
Estou passando por um momento da vida que não tem mais volta, fase essa que é das mais temidas pelos homens depois da calvície: o surgimento dos cabelos brancos. No começo eu conseguia disfarçar, sobrepondo os fios pretos, mas hoje os capillus queratinizados alvi-albinos estão predominando em meu couro cabeludo, denunciando a minha idade semi-avançada.
Muita gente acha exagero sofrer por cabelos brancos, dizendo que é normal. Mas o buraco é mais embaixo. Ter cabelos brancos, além de evidenciar os anos vividos, nos inicia em uma categoria ridicularizada: a dos "tiozões". É a proximidade com a meia-idade. É cortar o cordão umbilical com a juventude e não poder vestir-se como tal. É ficar indignado com a quantidade de "moleques" que existem em boates ao invés de admitir que é você quem está velho. Cabelos brancos não têm raiz no couro cabeludo e, sim, no lado emocional do cérebro. Enfim, pêlos de neve são um portal para a 3ª idade.
Mas não é exatamente este o fato princ…

Trocadilho em Quadrinhos - Double

Imagem