O dilema da escolha do notebook


Precisava comprar um notebook. Pesquisei muito. Olhei modelos, li avaliações, de profissionais, especialistas e de consumidores comuns. Analisei cada característica e apliquei às minhas necessidades. Pesquisei preços, lugares, configurações, mercado, ações da empresa no mercado financeiro, o que a numerologia reservava em 2016 para a empresa, o alinhamento dos planetas na escolha do notebook, a opinião dos orixás na minha decisão, enfim, precisava estar bem embasado para não fazer a escolha errada.

Apesar de os preços dos notebooks estarem acima do valor que pensei inicialmente, cheguei, enfim, em um computador ideal, da marca X (não vou revelar marca aqui, pois não vou fazer jabá gratuito da Dell). O preço, 1.999,00 à vista ou em até 9 vezes sem juros. Pesado, mas o mais próximo do que eu podia. Liguei na loja para ver se eles tinham o note lá, pois ficaria mais fácil de retirar, já que não fico em casa. A atendente consultou o sistema e não encontrou.

Voltei ao site e vi que era possível encomendar o produto e retirá-lo na loja. Perfeito. Como estava perto do meio dia, decidi almoçar e depois fechar negócio. Decisão errada. Voltei e simplesmente aquele notebook de R$ 1.999,00 havia desaparecido. Nem sinal. Cliquei no histórico e nada. Como em um passe de mágica, aquela promoção simplesmente foi deletada. Ou melhor, DELLetada. Hein? Hein? Sacaram? Mal pude acreditar. Liguei na loja e me confirmaram que a promoção estava encerrada.

Mas, teimoso como um genuíno taurino, insisti na marca e achei em outra loja por R$ 2.099,00. Era o que tinha para aquela hora. Preferi fechar antes que ficasse pior. Fechei todas as janelas referentes a pesquisas, sites de loja, etc, quando me deparei com a janela do site que compara preços que consultei. Meu olho mirou no “histórico de preços”. Nem preciso dizer que o valor de R$ 2.099,00 era o mais alto dos últimos 3 meses, né? Há 3 meses ele estava sendo vendido por R$ 1.599,00. Uma depressãozinha tomou conta de mim.


Mas o pior estava por vir. Hoje, 3 dias após fechar negócio, recebo um email, da loja onde comprei o note, com o assunto: ESSA OFERTA PODE TE INTERESSAR. Sim, é o que vocês imaginam. O mesmo notebook, com a mesma configuração, por apenas R$ 1.899,00. Filhos de uma jega, motherfuckers de uma figa. E não era só isso. Você levava, inteiramente grátis, um pendrive de trocentos fucking Gigas (não lembro quanto, deletei o email para não quebrar o note que aposentarei). Odeio esse mundo de instabilidade econômica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Pombinha Manca