Eu sou imprestável, o anti-herói da Marvel

Resolvi fazer uma música para o Titãs gravar, em homenagem à minha figura como pai de família:

Eu sou imprestável, o anti-herói da Marvel
Não consigo arrumar o chuveiro
Nem ao menos, limpar o banheiro
Vou recorrer ao marido de aluguel. Porra, isso é cruel

Minha esposa espera que eu arrume o fogão
Desencana, meu amor, eu não consigo, não
Ela pede que eu leve o lixo na lixeira
E eu só lembro na outra segunda-feira

No fim de semana tento ir pra cozinha
Fazer um rango para minha filhinha
Comida queimada, ligo no delivery
Eu sou um merda, Deus me livre

Eu sou imprestável, o anti-herói da Marvel
Não consigo nem arrumar a TV
Não conte comigo, pode crer
Vou recorrer ao marido de aluguel. Porra, isso é cruel

Se o telhado vazo eu chamo o eletricista
Se o micro-ondas queima eu ligo pra jardineiro
Se quebro o dedo, marco o dentista
Sou uma desgraça o ano inteiro

Que não é o que não pode ser
Comigo nada pode ser
Não! Não pode ser! Quem é esse ser?
Ser ou não ser eu prefiro nem saber

Eu juro que tento fazer o meu melhor
E é nessa hora que sai bem pior
Eu não levo jeito para CEO do lar
Com certeza tudo vai falhar

Eu sou imprestável, o anti-herói da Marvel
Não consigo fazer nada que preste
Seja no Norte, Sul, Leste ou Oeste

Vou recorrer ao marido de aluguel. Porra, isso é cruel

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Pombinha Manca