Você só tem 1 chance


Semana passada estava assistindo ao quadro “Você só tem uma chance” do Fantástico, onde é mostrada uma situação de extremo perigo e o apresentador oferece 3 opções para sair ileso dela ou pelo menos com menor risco de se dar mal. Daí pensei em algumas situações que poderiam explorar. Vamos lá:

Situação 1

Tadeu Schmidt – Vai começar agora, Você só tem uma chance!
Poliana Abritta – E a situação hoje vai te deixar arrepiado.
Tadeu Schmidt – Imagine. Você está em uma balada, fim de noite e uma mulher se aproxima, cheia de amor para dar.
Poliana Abritta – Vocês logo tascam um beijo apaixonado.
Tadeu Schmidt – Mas o que você não sabe, mas desconfia, é que trata-se de um travecão. Isso mesmo, é um homem. O que fazer?
Poliana Abritta – Você só tem uma chance. Vamos às opções: 1 – Colocar a mão nos países baixos para confirmar? 2 – Empurrar com fúria o traveco?; ou 3 – Sair com ele para um lugar mais reservado?
Tadeu Schmidt – Algumas informações importantes: Seus amigos estão por perto, e eles são extremamente zueiros.
Poliana Abritta – E o traveco é da pá virada. Gosta de um barraco. Vamos lá, vote, você só tem uma chance!

(intervalo)

Tadeu Schmidt – E aí, votou? Vamos à resposta. Lembrando que você está em uma balada e beijou um traveco. O que fazer?
Poliana Abritta – Você escolheu apertar os países baixos? Hum, acho que não é um bom negócio. Você vai excitá-lo e aí já viu. Seu furico corre sérios riscos. Alternativa errada.
Tadeu Schmidt – Ah, acha melhor empurrá-lo? Péssima escolha. Lembra que seus amigos estão por perto e o traveco gosta de um barraco? Você sofrerá um bullying muito grande, sem contar que vai apanhar do seu affair.
Poliana Abritta – Então é isso. Saia à francesa com ele. Os seus amigos não vão desconfiar e você explica o mal entendido para o traveco.


Situação 2

Tadeu Schmidt – Vai começar agora, Você só tem uma chance!
Poliana Abritta – Prepare-se para fortes emoções.
Tadeu Schmidt – Imagina essa: você está em um shopping lotado e de repente um sinal da natureza.
Poliana Abritta – Uma louca vontade de fazer totô. As trombetas do seu reto anunciam que um tsunami fecal está se aproximando.
Tadeu Schmidt – E agora. O que fazer?
Poliana Abritta – Você só tem uma chance. Vamos às opções: 1 – Sair correndo até o banheiro? 2 – Andar em ritmo de marcha atlética até o sanitário?; ou 3 – Andar devagar soltando pequenos gases para aliviar a pressão?
Tadeu Schmidt – Algumas informações importantes: O banheiro está longe de você. Cerca de 200 metros.
Poliana Abritta – E você acabou de sair da praça de alimentação e comeu feijoada. Vamos lá, vote, você só tem uma chance!

(intervalo)

Tadeu Schmidt – E aí, votou? Vamos à resposta. Lembrando que você está com o fiofó fazendo bico em um shopping lotado. O que fazer?
Poliana Abritta – Você escolheu sair correndo? Melhor não. Vai abrir as comportas do inferno. Já nos primeiros passos, a pressão vai fazer com que um rio de fezes marque seus passos no corredor do shopping. Alternativa errada.
Tadeu Schmidt – Que tal soltar pequenos peidinhos para aliviar? Nem pense nisso! Nessa hora você não tem controle da pressão. Basta um milímetro de abertura para que o exorcista anal faça o estrago.
Poliana Abritta – A alternativa correta é a 2. Com o movimento da marcha atlética, seu esfíncter faz um movimento relaxante, diminuindo a pressão até que você chegue ao banheiro. Ufa! Que alívio.


Situação 3

Tadeu Schmidt – Vai começar agora, Você só tem uma chance!
Poliana Abritta – Essa vai precisar ser muito rápido.
Tadeu Schmidt – Você está no trabalho, conversando com um amigo pelo skype, quando, sem querer, envia uma mensagem para seu chefe.
Poliana Abritta – E essa mensagem foi por engano. Era para ser enviado ao amigo. Os dizeres? “O chefe é um idiota!”
Tadeu Schmidt – E agora. O que fazer?
Poliana Abritta – Você só tem uma chance. Vamos às opções: 1 – Pedir mil desculpas e falar que foi um engano? 2 – Culpar o colega ao lado, dizendo que ele invadiu seu computador?; ou 3 – completar com “O chefe é um idiota....se acha que não vou trabalhar os próximos 10 fins de semana para adiantar o serviço”?
Tadeu Schmidt – Algumas informações importantes: O seu chefe é um homem sério e muito agressivo.
Poliana Abritta – E você está no período de experiência. Vamos lá, vote, você só tem uma chance!

(intervalo)

Tadeu Schmidt – E aí, votou? Vamos à resposta. Lembrando que você chamou o seu chefe de idiota por engano. O que fazer?
Poliana Abritta – Escolheu pedir desculpas? Pode ser interessante, mas não resolve. Ele já está possesso e com sua carta de demissão. Alternativa errada.
Tadeu Schmidt – Que tal então culpar o colega de trabalho? Esquece. O colega é nada mais que o filho do chefe. Você está lascado.
Poliana Abritta – Logo, a melhor solução é completar a frase: “O chefe é um idiota....se acha que não vou trabalhar os próximos 10 fins de semana para adiantar o serviço”. Ele não vai acreditar, mas vai adorar ver você 10 fins de semana trabalhando. Tomou, otário?


Situação 4

Tadeu Schmidt – Vai começar agora, Você só tem uma chance!
Poliana Abritta – E nessa eu não queria estar na sua pele, amigo.
Tadeu Schmidt – Você chega em casa, embriagado, às 2h da madrugada.
Poliana Abritta – E a sua mulher percebe, além do bafo de cachaça, uma marca de batom na gola da camisa.
Tadeu Schmidt – E agora. O que fazer?
Poliana Abritta – Você só tem uma chance. Vamos às opções: 1 – Dizer que esbarrou em uma mulher? 2 – Falar que foi sacanagem dos amigos?; ou 3 – Dizer que encontrou o Bozo, ele o abraçou e deixou a marca de batom?
Tadeu Schmidt – Algumas informações importantes: A sua esposa está de TPM.
Poliana Abritta – E ela ainda não viu que você estacionou o carro em cima do jardim. Vamos lá, vote, você só tem uma chance!

(intervalo)

Tadeu Schmidt – E aí, votou? Vamos à resposta. Lembrando que você chegou bêbado em casa e com marca de batom na camisa. O que fazer?
Poliana Abritta – Pensou em dizer que esbarrou em uma mulher? Alternativa errada. Ela vai te surrar com um rolo de macarrão por essa desculpa esfarrapada.
Tadeu Schmidt – Que tal então falar que os amigos aprontaram essa? Péssima ideia. Ela vai te dar cintadas na cara por essa conversinha.
Poliana Abritta – Melhor então dizer que encontrou o Bozo? Ela vai ficar enfurecida com esse humorzinho barato. Prepare-se para apanhar muito e dormir no hospital.

Tadeu Schmidt – Então é isso. Não existe opção. Você vai se dar mal de qualquer jeito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Pombinha Manca