Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2017

Aperte o foda-se você também

Imagem
Hoje de manhã, no caminho do trabalho, um carro simplesmente me corta sem medo de ser feliz, em alta velocidade, em uma manobra que poderia causar um acidente. Mandei meu vasto vocabulário de palavrões, mas ele nem se importou. 

O que me chamou a atenção foi o adesivo de "Foda-se" na traseira. Bem propício. O dia passou e no fim da tarde, após expediente, paro no supermercado. Que carro estava ao lado de onde parei? Adivinhem? Sim, o abestado do "Foda-se". Um sorriso maroto tomou conta de meu rosto. O mundo às vezes tem de suas ironias. Então o bonitão deixou o seu possante aqui, bem ao lado do papai Mauro, que tem Mau até no nome, pensei. Pobre coitado.

Mas nem deu tempo de pensar em algo. Logo se aproximava um homem de uns 3,55m de altura e 2m de largura. Um mastodonte em forma de guri. Resolvi não cair na tentação de realizar uma vingança. Sou maior que isso. Foda-se.

O fim da magia do Natal

Imagem
Tão delicado quanto o momento em que a criança descobre que o Papai Noel não existe é o momento em que ela é apresentada a ele. E foi isso o que aconteceu às vésperas do Natal para minha filhota. Fomos ao shopping ver algumas coisas e para que o programa fosse legal também para a pequena, contamos que ela conheceria o Papai Noel.
Nunca vi tamanha felicidade em um rostinho tão delicado. "Papai él, Papai él", dizia ela, do momento em que entrou no carro até a aproximação do bom velhinho. A nós, pais, cabia preservar e fomentar a magia do momento, afinal, o Papai Noel é nada menos que o responsável pela entrega do presente que ela tanto sonhou durante o ano. Era notória a ansiedade em ver São Nicolau, versão comercial.
Cada árvore de Natal e cada guirlanda no caminho era como ela caminhasse em um mundo de fantasia que só as crianças podiam frequentar. Em poucos metros já era possível ver a casa dele e algumas crianças se aproximando. Em um desvio de olhar, vejo aquela bota pre…

Trocadilho perfeito é trocadilho simples

Imagem
Diferente do que alguns imaginam, certos trocadilhos precisam ser pensados, requerem pesquisas mais aprofundadas, conhecimento do que vai se falar e um feeling extremamente apurado. Mas existem outros que surgem naturalmente, puros como a inocência de uma bela criança no ventre materno em noites de outono. E foi um trocadilho desta espécie que surgiu ao ver a notícia abaixo. Preparados? Sabe o que achei deste anel feito de Lego? LEGAL.

O remarketing do bem

Imagem
Sempre admirei o remarketing, aquela ferramenta que faz com que anúncios de produtos do seu interesse te persigam durante a sua navegação na internet. Nos primórdios, acreditava que se tratava de uma mágica. Eu pesquisava um tênis (eu disse tênis) e lá estava o anúncio dele em diversas páginas. Hoje sei que não há nada de mágico, é até relativamente simples. Ou era. Sinto que estão em um novo patamar. Eu explico.

Há 1 semana estou com uma tosse que não sai de mim e, não teve jeito, entrei no antibiótico. Mais que a preocupação com a recuperação em si estava a impossibilidade de ingerir álcool em pleno fim de semana. Trágico, não? 

Mas sou um cara inquieto e, chegando à farmácia, perguntei ao farmacêutico: "É verdade que não posso beber tomando antibiótico?". Ele foi categórico: "Não, corta o efeito".
Não saí satisfeito com a resposta. E aí você para e pensa: "Caraca, parece que estou lendo um roteiro de Tarantino, você começa falando de remarketing e agora antibi…

A dolorosa morte de um inseto inocente

Imagem
Essa imagem me faz sentir um monstro. É um besourinho agonizando, segundos antes de morrer. Parece claramente que está suplicando aos céus pela misericórdia divina. Um derradeiro pai nosso, pedindo por mais uma chance entre nós. 

E tudo por um motivo pífio: fui tomar água, dei de cara com ele, não gostei de sua aparência e lhe dei uma chinelada certeira. Uma história bárbara de preconceito, intolerância e abuso de força. Sinto um nó na garganta cada vez que olho essa foto. 

E o que é mais grave: eu tive o sangue frio de registrar esse momento e postar aqui ao invés de tentar reanimá-la ou chamar por algum tipo de socorro. Sou mesmo muito Mau-ro. Perdão, pobre inseto, e descanse em paz.

Desarmando uma bomba

Imagem
Um dos mais perigosos trabalhos é desarmar bombas. A pessoa precisa ter pleno controle de seus movimentos, um sangue frio acima do normal e uma precisão de relógio suíço. Imagino que não é qualquer ser humano que esteja preparado para tal função, mas sei reconhecer o perfil de uma pessoa que tem talento para isso. 

Se você, pai ou mãe, consegue fazer seu filho dormir e sair do quarto sem que ele acorde, parabéns, você é um potencial futuro desarmador de bombas. Sério, o bebê/criança consegue captar sua tensão quando quer sair da cama sem que ele desperte. Um movimento mais brusco e "buáááá, papai!!!!".

Eu notei ontem que não levo jeito. Ela mamava, encostada em mim, me beliscando para garantir que eu estava lá, e seus olhos denunciavam o sono. Era questão de tempo. O ambiente era propício para o relaxamento. Só não estava tocando Los Hermanos acústico em um Luau, pois tinha medo que ela entrasse em coma assim.

Assim que ela apagou, tentei fazer o mínimo de movimento possível. U…