A maldição do Palio Marrom



Campinas, como qualquer cidade, é cheia de lendas urbanas. E uma delas é a do Palio Marrom com o seu poder divino de arrumar vagas no Cambuí. Para quem não conhece, o Cambuí é um bairro tradicional da cidade, cheio de comércios e prédios. Isso significa mais gente e, consequentemente, mais dificuldade de encontrar vagas para estacionar.

Mas não para o Palio Marrom, o meu carro. Seja qual for o horário, o Palio Marrom sempre consegue uma vaga privilegiada, próxima ao meu local de trabalho. Não sei se os planetas se alinham, se minha aura emana uma energia deslocadora de veículos ou se ele desperta um temor coletivo. Fato é que o Palio Marrom é o Moisés dos carros. Ele abre espaços.

Mas hoje uma fedelha ousou confrontar o Palinho Brown, nome carinhoso que dou a ele. Estava voltando do almoço e encontro uma vaga abençoada pelo Papai do Céu, ainda mais em um dia chuvoso como o de hoje. Estacionei e antes que pudesse sair, uma mulher, visivelmente alterada, bate no vidro. Só o simples fato dela encostar nessa divindade merecia um castigo supremo. Mas resolvi ouvir.

"Essa vaga é minha", disse a ruminantezinha.

"Não vi seu nome marcado", respondi com ironia

"Eu estou esperando aqui do lado e ia estacionar", retrucou a bostonilda.

Sentindo que se eu não cedesse a vaga iria acontecer um barraco, resolvi sair. E só achei uma vaga bem longe dali. Foram 10 minutos andando debaixo de chuva.

Por isso meu recado vai para você, prezada barraqueira. Você não só despertou minha fúria e o tinhoso que existe dentro de mim, mas ousou quebrar uma tradição. Você não vai sair por cima dessa situação. Ninguém sai impune ao deixar o Palio mais de 10 metros distantes de mim.

E só por causa disso vou fazer 5 trocadilhos com Palio:

- Vi um Palio no circo. Deve ser pra transportar os Paliaços
- Não gosto de dirigir o Palio. Eu me atraPalio
- Quando o Palio morrer, vou emPaliar
- A balada que ele mais curte é a Palioça do Caboclo
- Quando ele tá nervoso, providencio cuidados paliativos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O negão da piroca

Sábio guru

Vaguinha difícil